Tráfego pago ou orgânico: qual usar para potencializar seus resultados?

Tráfego pago ou orgânico: qual usar para potencializar seus resultados?

O marketing digital usa várias estratégias para a gestão de uma marca. Isso envolve o tráfego pago ou orgânico. Em resumo, tráfego quer dizer o número de visitas dos usuários no site ou blog. Essas visitas podem se tornar leads e, consequentemente, clientes daquele negócio. 

O tráfego pago e o orgânico são fundamentais para o crescimento do seu site. Ou seja, quanto mais leads você capta, mas chances de vender você tem. Além disso, essas estratégias ajudam a marca a se tornar conhecida no segmento e geram autoridade para falar sobre aquele assunto. Isso é muito importante para o sucesso dos negócios nos dias de hoje.

Neste texto, vamos explicar sobre as diferenças do tráfego pago e tráfego orgânico e quais são os benefícios de cada um. Acompanhe!

O que é tráfego pago?

No tráfego pago, é necessário investir, ou seja, pagar para aparecer. Os formatos mais conhecidos são os anúncios em páginas de busca do Google, além de redes sociais como Facebook e Instagram. Para que isso dê certo, é necessário escolher uma palavra-chave que tenha busca e que seja direcionada ao seu público-alvo.

Assim, sua empresa pode aparecer no topo ou ao pé da primeira página do Google. Já nas redes sociais, o anúncio alcança as pessoas que se interessam por aquele determinado assunto ou produto. Com isso, a visibilidade da sua marca aumenta, atraindo mais leads e vendas do produto ou serviço oferecido.

Essa estratégia é importante para campanhas de lançamentos, empresas que estão começando no mercado e projetos que a marca deseja anunciar. O tráfego pago ajuda no aumento do alcance da campanha e atrai resultados mais rápidos.

O que é tráfego orgânico?

Ao contrário do tráfego pago, no orgânico não é necessário investimento. São os usuários que pesquisam, de maneira espontânea, sobre você ou pela palavra-chave que sua marca usa. Isso significa que os leads que chegam até você vieram de maneira natural, não precisando gastar um centavo para isso.

No entanto, para atrair esses usuários, o tráfego orgânico oferece conteúdo de qualidade que responde as dúvidas de seus possíveis clientes ou aborda algo de interesse do seu público. Essa estratégia só dá certo quando se utiliza uma palavra-chave específica que vai ao encontro do que o usuário procura.

Assim, o tráfego orgânico acontece com os trabalhos em redes sociais, blogs e sites. Essa estratégia proporciona diversos benefícios, como:

  • melhor relacionamento com o público;
  • relevância da marca;
  • menos investimento em leads;
  • longevidade do conteúdo disponível, que fica disponível por muito tempo.

Por que unir as duas estratégias?

Tanto o tráfego pago como o orgânico são importantes para o negócio. Não existe um melhor do que o outro, pois são estratégias que se complementam. Ou seja, gerar leads e vendas é o trabalho do tráfego pago, que, com o investimento disponível, planeja como vai atingir o público de maneira acertada. Já o tráfego orgânico retém essas pessoas com conteúdo de qualidade.

O usuário chega por meio do tráfego pago, mas fica no site por conta do tráfego orgânico. Ou seja, se sua empresa não alinhar as duas estratégias, pode não conquistar o usuário e torná-lo um cliente fiel. Além disso, a otimização de SEO é fundamental e o uso de links patrocinados ajudam no ranqueamento dos anúncios pagos ou não.

Como você pôde ver, tráfego pago e tráfego orgânico são fundamentais para o crescimento e o reconhecimento de uma marca. Por isso, se seu desejo é aumentar a visibilidade na internet, pode optar por unir as duas estratégias. Contudo, saber que cada uma requer um trabalho diferente é essencial para obter o sucesso desejado.

Gostou deste conteúdo? Se você deseja diminuir os investimentos em mídia paga, aprenda dicas de como usar o tráfego orgânico a seu favor. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *