Buzz marketing: 5 dicas para montar sua estratégia

Buzz marketing: 5 dicas para montar sua estratégia

Para quem quer se destacar em meio a tanta concorrência, é fundamental saber encontrar os melhores canais de comunicação e, assim, impactar o seu público-alvo da maneira mais eficiente. Dessa forma, conceitos como o Buzz Marketing acabam se tornando mais relevantes.

Afinal, a ideia desse conceito é contribuir para o branding de uma companhia, já que, quanto mais os clientes se conectam a esses conteúdos, mais conhecem a marca e seus valores. Além disso, quando o consumidor os compartilha nas redes sociais, aumenta o seu alcance e ajuda a iniciar discussões sobre a empresa ou assuntos de seu interesse.

Que tal, então, se aprofundar nessa estratégia de marketing tão importante? Neste post, além de saber mais sobre o conceito, você encontra cinco dicas para fazer uma boa estratégia de Buzz Marketing para o seu negócio. Confira!

O que é Buzz Marketing?

O Buzz Marketing tem o objetivo de fazer os consumidores comentarem a respeito de uma marca. Ele inclui estratégias que utilizam tipos diversos de conteúdo (como posts e vídeos) e, quando dá certo, insere a empresa no contexto de assuntos do dia a dia, tanto nas ruas quanto nas mídias sociais.

A ideia é fazer com que mais consumidores conheçam e falem sobre a sua marca por meio de conteúdos relevantes. O objetivo não é apenas vender mais o produto e/ou serviço, mas sim fazer com que os consumidores comentem sobre a sua empresa, gerando mais engajamento e aumentando a presença digital da sua marca.

Muitas vezes, o conceito é confundido com Marketing Viral, que tem como meta espalhar uma mensagem rapidamente, gerando, por exemplo, muitos compartilhamentos nas redes sociais, e impactar o máximo de pessoas. A diferença, porém, é que o Buzz Marketing não quer gerar qualquer impacto, mas sim fazer com que conversem sobre a sua marca.

Quais exemplos positivos de aplicação correta dessa estratégia?

Para facilitar o entendimento do que é Buzz Marketing, separamos alguns exemplos positivos em que essa estratégia foi aplicada corretamente. Confira!

O Boticário

Ao abordar um assunto polêmico em uma das suas propagandas — o relacionamento homossexual no Dia dos Namorados —, O Boticário conseguiu atrair olhares para a sua marca. Além de gerar engajamento com o público, o anúncio ainda rendeu o prêmio na principal categoria do Effie Wards Brasil 2015.

J.J. Abrams

Anunciado para dirigir o retorno aos cinemas da franquia Star Wars, J.J. Abrams, conhecido por despertar a curiosidade nos espectadores, repetiu a dose durante o lançamento do Episódio VII de Star Wars. Com um trailer repleto de mistérios, alcançou a marca do mais visto na História, além dos recordes de bilheteria do filme.

Apple

Na Apple, Steve Jobs utilizava o Buzz Marketing como poucos durante as suas apresentações. Jobs deixava a novidade mais chocante ou importante sempre para o final: fingia deixar o palco, voltava com a frase “one more thing…” (em português, “mais uma coisa…”) e divulgava, por exemplo, a criação do iPod Mini ou MacBook Pro.

Quais são as 5 dicas para montar a sua estratégia de Buzz Marketing?

Para que você consiga montar a sua estratégia de Buzz Marketing de maneira eficiente, listamos algumas dicas importantes. Ao seguir essas sugestões, a tendência é que você conquiste o objetivo planejado. Confira!

1. Elabore um plano

Além de criar um cronograma de ações, é preciso definir os objetivos da campanha e o público-alvo que se quer atingir. Lembre-se de que o que a empresa espera com o buzz marketing é iniciar uma conversa entre os consumidores: portanto, é essencial que os conteúdos os motivem.

Por isso, é preciso escolher um assunto e um contexto que interessem às personas, que sejam facilmente compreendidos por elas e que tenham relação direta com a identidade da marca.

2. Crie uma rede

Para iniciar uma conversa a respeito de um assunto, é necessário ter um público. O que antes era feito em fóruns na internet, hoje é facilitado por redes sociais como o Facebook e o LinkedIn. Se a organização tiver um grupo nessas plataformas, vale publicar os conteúdos lá e incentivar a conversa.

Isso também pode ser feito off-line (em feiras, por exemplo), com a distribuição de cartões de visita e outros materiais, especialmente para o público-alvo e influenciadores. O empresário pode, ainda, organizar encontros com formadores de opinião para apresentar soluções, distribuir brindes e pedir que avaliem a marca em seus blogs e redes sociais.

3. Crie parcerias

Companhias que apostam em influenciadores (como atletas, artistas ou outros profissionais que fazem sucesso na internet com seus conteúdos) têm sua visibilidade e sua credibilidade aumentadas — afinal, seus seguidores costumam concordar e confiar em suas indicações.

A facilidade de se aproximar dos influenciadores varia de acordo com seu reconhecimento no mercado. Para fazer uma parceria com um cantor famoso, por exemplo, provavelmente será preciso entrar em contato com seu empresário. Já os microinfluenciadores, conhecidos na internet e com um número de seguidores mais modesto, são mais acessíveis: algumas vezes, basta enviar um brinde para que eles divulguem a marca.

4. Chame atenção do público

A estratégia só vai ser bem-sucedida se a mensagem criar interesse na audiência. No livro Buzzmarketing, de Mark Hughes, o autor descreve seis tipos de temas que funcionam bem para promover discussões acerca de um assunto:

  • incomum: uma grande novidade ou algo que fuja dos padrões e seja inovador;
  • extraordinário: algo que seja positivamente incrível e satisfaça os clientes;
  • chocante: iniciar conversas sobre temas que surpreendam e atraiam comentários do público;
  • hilário: tratar de assuntos que façam a audiência rir e se entreter;
  • segredos: causar curiosidade nas pessoas e fazer que se sintam instigadas a procurar pistas e ansiosas pela revelação.

5 . Saia do comum

É importante criar conteúdos que, verdadeiramente, contribuam para o branding da empresa e encantem a audiência. As campanhas devem ser capazes de oferecer não só reconhecimento, mas também notoriedade à marca. Para isso, lembre-se de ser bastante criativo.

Quais são os benefícios e como um profissional pode ajudar?

Ao aplicar corretamente o Buzz Marketing, a tendência é que a sua empresa consiga diversos benefícios, especialmente o fortalecimento da relevância da sua marca e o engajamento com o seu público.

A tarefa, porém, não é tão simples e, por isso, contar com o auxílio de uma agência de Marketing Digital pode tornar o trabalho mais preciso e eficiente, gerando melhores resultados para a sua empresa.

E então, entendeu como funciona o Buzz Marketing? Busque exemplos e crie uma estratégia. Em geral, as campanhas são de baixo custo, especialmente se comparadas às mídias tradicionais, o que garante melhores retornos sobre o investimento.

Agora que você já sabe o que é Buzz Marketing e quais os benefícios ao aplicar essa estratégia dentro da sua empresa, que tal entender um pouco mais sobre identidade de marca? Você pode dar uma olhada neste post especial sobre o tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *