Marketing sensorial: o que é e como usá-lo?

Marketing sensorial: o que é e como usá-lo?

Você já ouviu falar em marketing sensorial? Essa estratégia vem sendo cada vez mais utilizada pelas empresas que desejam se destacar de um modo diferente e encantar seus clientes.

Neste artigo explicaremos o conceito desse tipo de marketing e como você pode usá-lo em sua empresa de maneira eficiente para melhorar seus resultados. Acompanhe!

Saiba o que é marketing sensorial

Em linhas gerais, o marketing sensorial é uma ação estratégica de marketing, voltada para trabalhar os cinco sentidos das pessoas (visão, audição, olfato, paladar e tato), de forma a estimular o aumento das vendas de uma marca.

Para entender melhor, lembre-se das vezes em que você sentiu vontade de comer em um restaurante que gosta ao sentir o cheiro da comida de lá, ou que desejou entrar em um bar por conta da música que estava tocando, quis se hospedar em um hotel pela foto da vista que oferecia, etc.

Aprenda como aplicá-lo

Conheça bem o produto e o público-alvo

Para conseguir definir uma estratégia de marketing sensorial eficiente, você precisa entender bem sobre o produto e sobre o público que o compra, por meio de pesquisas que podem ser feitas para analisar esses aspectos.

Explore os sentidos sensoriais de acordo com o produto

Pergunte-se quais sentidos podem ser trabalhados para despertar estímulos positivos nessas pessoas. Pode ser uma iluminação mais intimista, um aroma especial que atraia o consumidor, a música do ambiente ou a possibilidade de tocar no produto e experimentá-los.

Por exemplo, uma cafeteria pode atrair pelo estímulo do olfato — o  famoso “cheirinho de café”   já uma hamburgueria pode usar fotos em tamanhos grandes de seus lanches para despertar a fome em seus consumidores.

Priorize a experiência do cliente

A experiência do cliente é um fator primordial quando utilizamos marketing sensorial. Procure por mecanismos que potencializem de forma positiva a relação do cliente com o seu produto ou serviço.

Um bom exemplo, é estudar sobre os efeitos que as cores e padrões têm nos sentidos das pessoas para maximizar os efeitos da experiência. Por exemplo, a cor azul transmite calma e tranquilidade, talvez usá-la em uma clínica de estética possa deixar a experiência do cliente mais agradável.

Conheça exemplos de marketing sensorial

Restaurante inglês trabalha a audição

O restaurante The Fat Duck, localizado na Inglaterra, ficou conhecido após começar a oferecer o prato “Sons do mar”, em que o cliente escuta o som das ondas enquanto saboreia um peixe.

Relógio da Apple aposta no tato

O relógio Apple Watch, da Apple, terá um sistema de GPS integrado que vibra para indicar o caminho correto. Nesse caso, o marketing sensorial ainda trabalha para auxiliar pessoas com deficiência visual.

Rede de hotéis usam a visão para instigar viagens

A rede Marriot de Hotéis utiliza os óculos de realidade aumentada para mostrar às pessoas como são incríveis os destinos nos quais a rede está inserida. A pessoa que assiste, se maravilha com os lugares, é instigada a viajar e, claro, se hospedar no Marriot.

Entendendo o comportamento do cliente com relação ao seu produto ou serviço, fica mais fácil aplicar o marketing sensorial de forma eficiente. Baseie-se também nos resultados anteriores para traçar novas estratégias, conferindo quais ações e sensações despertaram maior número de conversões para a sua empresa.

Você gostou deste post sobre o que é e como utilizar o marketing sensorial? Já teve alguma experiência com esse tipo de marketing? Então, deixe um comentário e compartilhe suas opiniões sobre o assunto!

siga-nos em nossas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *